Programação

Que a tecnologia mudou as nossas vidas, todo mundo está cansado de saber. Nada é hoje como fora 10 anos atrás.Porém, poucas pessoas se questionam como essas mudanças ocorreram tão depressa. Bom, vamos te apresentar uma das tecnologias por trás da transformação atual e que revolucionou a comunicação entre aplicativos distintos: as APIs. 

O que são as APIs?

API é uma sigla que corresponde a Application Programming Interface, o que em português significa Interface de Programação de Aplicação.

A API funciona como uma “cola”, uma ponte que conecta dois ou mais tipos de software, através da união de instruções e padrões de programação que formam uma interface inteligente, capaz de estabelecer essa interação.

Um exemplo prático para entender a facilidade e a presença das APIs em várias esferas da vida cotidiana é a biometria. 

Conheça os principais tipos de biometria.

Já parou para pensar como um sistema biométrico faz para identificar que você é você mesmo?

Principalmente em sistemas que possuem um grande número de identificações registradas — como bases governamentais. Nestes casos, as APIs permitem resultados rápidos a partir de sua integração. Entenda como:

No momento em que uma biometria é pesquisada e posta à identificação 1:N, a API estabelece uma conexão entre o dispositivo que coleta a identificação biométrica e a base de dados que guarda os cadastros. 

A partir daí, é feita a verificação 1:1, para comprovar o pertencimento da biometria, concluindo a identificação.

Tudo isso é feito em poucos segundos e sem a necessidade de dispor de armazenamento próprio, ou seja, há economia de tempo e custo, graças à interação entre os softwares.

As APIs são seguras?

Para acessar dados confidenciais e sensíveis como biometrias coletadas, faz-se necessário um alto nível de segurança presente e a segurança é um ponto forte das APIs. 

As APIs utilizam chaves de identificação para discriminar e mapear as permissões de acesso aos dados, identificando de onde e quem emitiu a solicitação de acesso.

Conhecidas por serem altamente personalizáveis, as APIs também variam em níveis de segurança, sendo umas mais seguras que outras, a depender dos acessos concedidos. 

Para isso, existem tipos de APIs, em que as principais são:

  • API Pública: também conhecidas como APIs abertas, esse tipo geralmente tem baixa medida de segurança, ou seja, o compartilhamento de seus dados é deliberado a quem quiser acessá-los, além de que sua implementação também é facilitada para os desenvolvedores.
  • API Privada: esse tipo de API tem por característica um maior nível de segurança visto em suas restrições e rastreabilidade, que destinam as permissões apenas para uso interno. 
  • API Composta: são a combinação de várias APIs, utilizados, por exemplo, quando é necessário captar informações de vários serviços para atingir um fim.  

As APIs também podem ser desenvolvidas internamente para serem comercializadas externamente com outros parceiros, mediante licenças e autorizações oficiais. Essas são as APIs parceiras.

API para empresas 

Uma pesquisa encomendada pela Axway, consultou mais de 300 tomadores de decisão de TI e negócios para entender a problemática do desenvolvimento e efetivo consumo das APIs. 

Antes disso, foi importante medir para o quê eram utilizadas as APIs. Descobriu-se que quase a totalidade das empresas entrevistadas usam APIs para melhorar a experiência do cliente (97%), garantir a segurança (96%) ou migrar para a nuvem (86%), comprovando o extenso uso de APIs para melhoria de serviços digitais. 

Pacotes de APIs já desenvolvidos podem ser comercializados entre empresas, estabelecendo uma ligação entre as interfaces de cliente e servidor.

O BioPass ID oferece um conjunto de APIs para qualquer propósito que precise de biometria, com alta escalabilidade, apto a qualquer dispositivo e conforme padrões internacionais. Conheça-os!

API Multibiometrics

O pacote de API Multibiometrics reúne as principais funcionalidades de identificação biométrica em qualquer hora, para qualquer dispositivo e escala.

É multi porque suporta mais de uma modalidade biométrica, contando com reconhecimento facial e de impressões digitais, agregando maior segurança com aplicações, por exemplo, com autenticação multifator.

Conheça a autenticação multifator com multibiometria.

Através de chamadas de API, é fornecido também um banco de dados multibiométrico em nuvem com inteligência para constante adição, atualização e verificação dos dados ali inseridos.

API Quality

Através da qualificação dos dados biométricos cadastrados, este pacote é direcionado para o alcance de bons resultados com diminuição de custos por captura biométrica.

Seguindo o padrão de qualidade NFIQ do FBI, a identificação e verificação são otimizados, entregando melhores resultados em menos tempo. 

para o biopass id: Understand how to increase the security of your onboarding with Biometric Qualification.

para o blog vsoft: #DicaVsoft: aumente a segurança do seu onboarding com qualificação biométrica. 

Em conformidade com o ICAO (ISO 19794-5), o pacote verifica possíveis ruídos na identificação biométrica e pode detectar tentativas de fraudes, impedindo que uma pessoa passe por outra. 

Além disso, as atualizações destes pacotes são constantemente desenvolvidas. 

Este é um dos maiores benefícios de estar junto a uma empresa que investe em pesquisa: ter a certeza de sempre ter a tecnologia mais recente. 

Experimente a potencialidade dos pacotes de API de biometria. Acesse nossa página de Demos e aproveite! 

Success! You're signed up
Oops! Something went wrong while submitting the form.
go  top