Programação

SDK é a sigla para Software Development Kit. Esse termo, traduzido para o português, significa Kit de Desenvolvimento de Software.

O SDK funciona como um conjunto de ferramentas que possibilitam a criação de novas funcionalidades e aplicações que podem ser adicionadas a produtos que já existem ou estão sendo criados.

Com isso, esses “kits” podem reunir várias utilidades como notas técnicas, bibliotecas, banco de dados, códigos, entre outras opções para que sejam manipuladas e usadas de acordo com cada demanda, durante o andamento de suas aplicações.

O SDK pode incluir algumas informações no seu “DNA”, como, por exemplo:

  • Ferramentas de teste/análise;
  • Editores;
  • Banco de dados;
  • Bibliotecas e documentação;
  • Unidades;
  • Protocolos de rede.

O que não pode faltar em um SDK?

Um ambiente de desenvolvimento integrado

Ao falarmos desse termo precisamos citar o Semantic Data Interconnect (SDI), um editor que auxilia o desenvolvedor a escrever o código-fonte do programa com uma interface para dois aplicativos que são:

Depurador: permite fazer testes durante a execução do programa.

Compilador: encarregado de traduzir o código-fonte para a linguagem da máquina para que o programa seja executado.

Um emulador de ambiente

A função do emulador é apresentar a experiência do usuário final, simulando como ele verá o produto.

Esse ponto precisa ser destacado, afinal, sabemos que o ser humano gosta de explorar o sentido visual, principalmente quando é passada a sensação de estar diante de uma demonstração daquilo que se está procurando.

Através dessas e outras informações, o desenvolvedor tem uma visão mais ampla e uma boa base para criar novas aplicações, necessárias para chegar nas suas soluções. 

É necessário citar que além desses itens, o SDK pode vir acompanhado de um teste ou uma demo para adiantar e apresentar a experiência.

Os benefícios do SDK 

Através dos SDKs, as empresas aumentam suas possibilidades de otimização e desenvolvimento sem precisar criar uma aplicação desde o início, além disso, podem  agregar às empresas os seguintes benefícios:

Agilidade e menos gastos

Por não precisar desenvolver tudo do zero, os responsáveis pela programação conseguem aumentar a velocidade do processo por já terem um material encaminhado. 

Já que o SDK oferece um ponto de partida para esses profissionais, há a economia de tempo e consequentemente, dos custos e esforços empenhados.

A segurança

Em relação à segurança do ambiente digital, essa é uma tarefa da empresa que criou o SDK. A recomendação é procurar sempre opções confiáveis e que tenham boas respostas do mercado.

Integração entre aplicações

Se a empresa que adquire um SDK quiser combinar ou integrar diferentes tipos de aplicações e softwares, também é possível. Isso traz mais autonomia e liberdade para gerar recursos que atenderão as demandas específicas de cada cliente.

Visualização e controle

Os responsáveis pelas SDKs podem visualizar e controlar a forma como as aplicações estão sendo integradas do seu jeito. 

Experiência do usuário

Ao personalizar o produto com o uso da SDK, a empresa consegue satisfazer com mais qualidade a demanda proposta pelos seus clientes, melhorando a experiência do usuário.

Prontas para uso

Os pacotes apresentam um modelo de componentes prontos para uso. Além de rápidos, a implementação não exige muito dos desenvolvedores, por ser facilmente aplicada.

Tudo ali

O pacote conta com recursos de captura e avaliação de qualidade das imagens que foram capturadas.

Low Code

Tem uma integração rápida da captura biométrica, que pode ser vista através do Dev Center e das demos.

Como funcionam os SDKs da Vsoft?

A Vsoft possui soluções que utilizam SDKs para aplicações biométricas e inteligência artificial, oferecidas pelo BioPass ID, um produto Vsoft.

SDK de Onboarding Biométrico

Para customizar e aumentar o êxito de projetos de onboarding com captura biométrica, se faz necessária a integração da solução com diversas marcas e modelos de equipamentos de captura como sensores de impressão digital, sensores de impressão palmar, câmeras fotográficas e pads de assinatura, além de oferecer uma interface gráfica de fácil utilização.

Para isso, dois SDKs são oferecidos pela Vsoft com todas as ferramentas necessárias para implementação rápida de sistemas de onboarding com captura biométrica, são eles:

Na captura facial, o BioPass ID tem verificação de conformidade com a norma ICAO (ISO / IEC 19794-5), aliada ao auto-corte, análise de vivacidade e anti-spoofing.

Além de contar com o suporte para vários fabricantes e modelos de scanners de impressão digital, ainda tem as possibilidades da captura de impressões digitais planas ou roladas, sempre aliadas à validação de dedos duplicados e a verificação de qualidade.

Unido com a verificação de qualidade e recorte automático, temos um suporte para vários modelos e fabricantes de pads de assinatura.

Todas essas capturas podem ser utilizadas em multiplataformas, ou seja, no Desktop ou Mobile. 

No Desktop é oferecido componentes completos para agilizar a implementação e o desenvolvimento para o onboarding presencial, ou seja, impressão digital, face e assinatura.

No Mobile, assim como no desktop, os componentes também fazem com que a implementação seja rápida para as aplicações do Mobile Biometric Digital Onboarding.

SDK de análise de vivacidade

Com a expansão das fraudes e do roubo de identidade no meio online, devido ao significativo aumento dos serviços digitais, os provedores destes serviços precisam de uma maneira de garantir que seus usuários não sejam comprometidos. 

A análise de vivacidade (liveness) pode auxiliar especialmente em situações de autenticação não supervisionadas, como as feitas online. 

Os sistemas de autenticação biométrica precisam evitar os mais modernos ataques, como o spoofing, e garantir a presença correta do usuário autenticado.

Leia mais sobre como o liveness pode reforçar a segurança dos apps.

A tecnologia é crucial para a integração de processos, como:

  • KYC (Know Your Customer).
  • Login online.
  • Prova de vida online. 
  • Transações bancárias.

Através do BioPass ID Face SDK, é possível integrar a análise de vivacidade em multiplaformas, sendo elas o Desktop e o Mobile. 

Você já conhece alguma ferramenta com impressão digital touchless?

A impressão digital sem contato é uma tecnologia exclusiva para a captura de impressão digital de dispositivos móveis, excluindo a necessidade de sensores ou algum tipo de hardware adicional. Com apenas o uso de uma câmera de 5mp com flash LED, é possível gerar imagens segmentadas com resolução de 500 DPI.

#DicaVsoft: Conheça os principais tipos de biometria. 

Esse é o caso do Finger Capture Mobile SDK, um componente de software para a construção de aplicativos de captura biométrica para dispositivos móveis, que podem ser usados tanto para Android quanto para IOS.

Em relação ao suporte, ele pode ser feito via chat, e-mail ou telefone, com o adicional de ter a documentação e o código-fonte como exemplo para melhorar ainda mais a experiência do cliente.

Sabemos que o mundo digital está em constante mudança, por isso investimos em pesquisa científica e oferecemos atualizações constantes do SDK e da documentação, inovando com os diversos e mais recentes tipos de tecnologia.

Success! You're signed up
Oops! Something went wrong while submitting the form.
go  top